Com eles eu aprendi,

Aprendi muito, aprendi que uma pessoa é diferente de outra pessoa, que guardar tudo pra você não é legal e além de te magoar, magoa quem se preocupa com você, que você não deve julgar alguém, eles me mostraram que podem me surpreender, que eu sou capaz de muita coisa, que consideração é uma coisa que te emociona, que sinceridade é algo que leva a felicidade, que confiança e companheirismo são virtudes, que a gente se engana, que amizade é algo que a gente conquista, que saudade dói demais, que idiotice compartilhada se torna diversão, que comida demais me deixa retardada, que elogios me envergonham, que eu tenho a mão pesada, que eu sou boa em humanas, que eu jogo igual zagueiro da roça, que pessoas podem ser boas, legais mesmo cheias de defeitos, que não se deve ser bruta com as coisas alheias, elas quebram e você paga. Com meus amigos de escola aprendi muita coisa, aprendi a valorizá-los, amá-los, odiá-los, conviver, aprendi que eu vou sentir uma saudade tremenda, que eu sou encantada por todos, ou quase todos, que eles são demais, e que sem eles eu não seria o que sou hoje, e sinto um orgulho quando vejo que também marquei suas histórias.
Eu vou sentir saudades, dos gritos, brigas, porradas, adedanhas, trabalhos, gincanas, cachorro quente, doce de amendoim, pizza, interclasses, futsal, violão, fotos, festas, babados, fofocas, discussões, deveres, risadas, TPMs, dias difíceis, dias lerdos, dias tediosos, dias idiotas, prendas, rifas, camelódromo, tudo, tudo, tudo. Todos, todos, todos. Aos que marcaram sempre, aos que marcaram e já sumiram, aos que marcaram o fim, a todos os que passaram. Saudades

* é o colégio vai ser pra sempre especial, pra sempre na memória.

Deixe uma resposta