Perdoe-me, estou tentando encontrar

A cada acorde da nossa música eu sinto meu coração se abrindo de novo, e ressoa na minha cabeça o pensamento que eu devia ter escutado “ vai te magoar, de novo, e só, depois vai embora, ele não vai ter dó“. As lágrimas cortam minha face, descendo pelas bochechas aquecidas, o sangue fervendo, o coração se partindo, o amor morrendo.
Estou cansada de chamar por você, de esperar por você. Queria tanto que você parasse de correr pelos meus sonhos, e acreditasse. Apenas. Eu vejo que você não percebe o que tem, o que traz nas mãos, o que deixei com você, mais do que uma carta, coisa assim, meu coração, que perdi para você.
Meus lábios não acompanham a melodia, meus olhos queimam frente as lágrimas que você cria em mim, e eu vou procurar pra sempre, por quem quer que seja, e agora eu sinto tanto, vendo que talvez não seja você. Vou andar, por mais milhas, e milhas, trilhas e trilhas, até encontrar, junto a ele – queria eu que fosse junto a ti – o meu lugar.

Deixe uma resposta