• Projetos
  • O fim sempre vem (Ive, VIII)

    Eu sabia o que era coma. Eu sabia o que era morte. Eu lia. Eu era uma criança, o que não significa que eu vivesse em um mundo à parte do da minha mãe. Meu pai respondeu todas às minhas perguntas e me contou tudo o que sabia, tudo o que entendia. E no dia seguinte ao enterro, me levou ao hospital para conversar com o médico que cuidou da Izabel.