Memórias de Dalila

Problemas, era o que ela via quando olhava em volta. Com seus dezoito anos completos, Dalila sentia-se estranhamente livre, só por ser maior de idade, e ao mesmo tempo, acreditava que isso era só uma idiotice, que ela não era nada livre, não tinha nem seu próprio dinheiro ainda. Ainda, porque ela pretendia trabalhar para…

Continue lendo

Heroínas

Desde comecei o blog ouvi várias vezes se eu conseguiria escrever um livro, no começo dizia que sim sem dúvidas, mas depois, com histórias fixas e não só textos percebi que continuidade é algo muito difícil. É o tipo de coisa para o qual você precisa de profissionalismo, memória, ideias mil, pesquisa e tanta coisa…

Continue lendo